Enquanto uma parte enorme da população ainda e absurdamente passa fome diariamente, seguimos desperdiçando também uma boa parte da ...

💜
2017

Os supermercados exigiam bananas perfeitas, então eles usaram as ‘imperfeitas’ para fazer maravilhosos sorvetes

/
0 Comments


Enquanto uma parte enorme da população ainda e absurdamente passa fome diariamente, seguimos desperdiçando também uma boa parte da comida produzida no mundo – que poderia perfeitamente se encaixar na mesa dessa população faminta – por motivos toscos e banais, como a aparência dos alimentos.

Diante do fato de que os supermercados rejeitam frutas, por exemplo, que não estejam com aparência perfeita (ainda que o alimento em si esteja em condições ideais de consumo), uma cooperativa decidiu aproveitar essas bananas “feias” para produzir um delicioso sorvete.

Banana3 

Formada em 1993, a cooperativa Sweeter Banana, da Austrália, sempre se frustrou com o fato de que, por conta dos elevadíssimos padrões cosméticos, mais de 60% de sua produção era desperdiçada.

Banana2
O parâmetro estético das bananas nos supermercados

Essas marcas são superficiais, sem afetar o interior da banana ou alterar seu sabor”, afirma a cooperativa. Foi assim que eles se juntaram com Matteo Bocecci, um fabricante de sorvetes da mesma região do país – que descobriu uma maneira de diminuir seus custos e ainda impactar sobre o desperdício de alimento, ajudando o cultivo local.

Banana5 

Além do sorvete, a Sweeter Banana tem conseguido reaproveitar em quase 90% a produção que seria jogada fora – através de mercados alternativos, da venda da fruta para indústrias como a de sorvete, e da fabricação própria de pães de banana.

Banana1
O pão de banana da marca australiana

Ainda que represente muito pouco no grande cenário de desperdício, iniciativas como essa podem servir de incentivo e exemplo para uma mudança maior nessa estrutura absurda de desperdício – através da interação entre produtores e pequenos fabricantes locais.

57442355 - wood background with overripe bananas
© fotos: divulgação


Nenhum comentário: