slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img
slider img

Em um mundo tão protagonizado por homens, tal desigualdade se reflete no cinema, que produz uma imensa maioria de filmes em que o p...

Prêmio brasileiro inovador reconhece roteiros de cinema centrados na mulher; inscreva-se

💜
2017


Em um mundo tão protagonizado por homens, tal desigualdade se reflete no cinema, que produz uma imensa maioria de filmes em que o personagem principal é masculino. E assim o círculo vicioso se completa e recomeça, com o cinema sublinhando e, ao mesmo tempo, sugerindo uma realidade que, em verdade, precisa ser transformada. Foi para incentivar tal transformação que o prêmio Cabíria foi criado.

Giulietta Masina vivendo a personagem que batiza o prêmio Giulietta Masina vivendo a personagem que batiza o prêmio

Já em sua segunda edição, o Cabíria oferece um prêmio para roteiros de longa-metragem que sejam protagonizados por personagens mulheres. Assim, a iniciativa visa não só estimular a criação de personagens femininas mais complexas e relevantes, como também servir como um “selo de qualidade”, que ajude o roteiro a alcançar financiamentos futuros. Roteiristas de todos os sexos podem se inscrever, mas roteiros criados por mulheres concorrem a um prêmio extra no valor de R$ 3.000,00.

Cabíria1 

O nome do prêmio é inspirado na histórica personagem principal do filme Noites de Cabíria, de Federico Felinni, imortalizada no cinema por Giulietta Masina. As inscrições podem ser feitas online até dia 25 de abril, e custam R$ 70 para até três roteiros por pessoa. O primeiro colocado, a ser escolhido por uma comissão formada por mulheres, receberá R$ 7 mil. Acima, no entanto, do dinheiro, o propósito é mesmo mudar o ponto de vista e protagonismo dos filmes, para assim, mudar as histórias e ajudar a quebrar, na vida real, o tal círculo vicioso.

Giulietta Masina as the title character in Federico Fellini's NI
© fotos: reprodução

A estilista muçulmana Anniesa Hasibuan , que nasceu em Jacarta, Indonésia, faz história mais uma vez na Semana de Moda de NY. Na tem...

Em desfile da Semana de Moda de NY, estilista muçulmana coloca apenas modelos imigrantes na passarela

💜
2017



A estilista muçulmana Anniesa Hasibuan, que nasceu em Jacarta, Indonésia, faz história mais uma vez na Semana de Moda de NY. Na temporada passada, ela foi a primeira designer a usar hijabs em todos os looks da sua coleção.

Agora, em meio ao polêmico decreto do presidente norte-americano Donald Trump que proíbe a entrada de cidadãos de sete países, todos com população predominantemente muçulmana, a estilista arrasa mais uma vez.

Anniesa chamou somente modelos imigrantes ou então filhos de imigrantes para desfilar sua coleção. A designer conta que, por acreditar que a moda é um mundo aberto, sem espaço para nenhum tipo de discriminação, a diversidade deve estar presente na passarela.

landscape-1487191756-anniesa-hasibuan 

1487282605187 

“Há beleza na diversidade e diferenças, algo que não devemos ter medo”, disse Anniesa à AFP.
Além disso, os looks apresentados pela estilista na passarela são uma forma de empoderamento para as mulheres muçulmanas, mostrando que roupas conservadoras podem ser fashion também. Assim como na temporada passada, todas as modelos usavam hijab.

aha_fw17_077 

aha_fw17_053 

aha_fw17_041 

aha_fw17_023 

aha_fw17_005 

Imagens © Divulgação/AFP/Getty/Fotosite

Volta e meia vemos oportunidades de trabalho anunciadas como sendo “dos sonhos”, mas poucas podem de fato competir com o programa d...

Empresa busca pessoa para viajar o mundo bebendo cerveja e ganhando R$ 36 mil

💜
2017


Volta e meia vemos oportunidades de trabalho anunciadas como sendo “dos sonhos”, mas poucas podem de fato competir com o programa de estágio da rede de lojas World of Beer. Reunindo dois dos mais prazerosos hábitos humanos, a rede está procurando três pessoas para viajarem pelo mundo provando diferentes tipos de cerveja. O trabalho não só pagará todos os custos das viagens, como ainda oferecerá um salário de U$ 12 mil (cerca de R$ 36 mil).

WB2 

Três candidatos serão escolhidos, e viajarão de maio até agosto desse ano pelos Estados Unidos e demais países. O trabalho propriamente consiste em visitar bares e pubs e compartilhar relatos da viagem e histórias nas redes sociais da marca, com vídeos, textos, fotos e conteúdo de maneira geral – assim, é importante que a pessoa tenha habilidades com redes sociais, e sinta-se à vontade diante das câmeras.

WB3 

WB5 

Os inscritos precisam ter o mínimo de 21 anos de idade, e possuir autorização legal para trabalhar nos EUA pelo período determinado. As inscrições podem ser feitas até dia 26 de março pelo site da World of Beer, e o anúncio pede que se preencha o formulário e grave um vídeo, explicando seu desejo pela vaga, e convidando o candidato a ser criativo e dividir a melhor história que envolva cerveja ou viagem que possua.

WB6 

World Beer Festival Columbia 2014 

É sem dúvida uma oportunidade dos sonhos – mesmo que depois dos sonhos venham ressacas diárias.

© fotos: divulgação

Uma gola diferente tem o poder de levantar qualquer produção. Desde o básico jeans com camisa branca, até looks mais elaborados, b...

Essa seleção de golas coloridas vai te fazer esquecer o calor do verão e querer vesti-las por aí

💜
2017



Uma gola diferente tem o poder de levantar qualquer produção. Desde o básico jeans com camisa branca, até looks mais elaborados, basta um detalhe no colarinho para tudo ficar mais bonito e colorido.

E, para nossa sorte, a indústria da moda tem abraçado essa ideia e, coleção após coleção, temos visto golas lindas e diferentes por aí. E o site Bored Panda fez uma seleção incrível com opções que vão desde os bordados mais delicados até acessórios mais ousados. Confira e se inspire:

creative-shirt-collars-87-58a307ee542f2__700 

creative-shirt-collars-7-58a2d13fcbf77__700 

creative-shirt-collars-36-58a2fa96003c6__700 

creative-shirt-collars-101-58a426c686848__700 

creative-shirt-collars-28-58a2f3e6625e7__700 

creative-shirt-collars-109-58a41031d94f4__700 

creative-shirt-collars-97-58a4255131285__700 

creative-shirt-collars-24-58a2f232817df__700 

creative-shirt-collars-19-58a2f381c2099__700 

creative-shirt-collars-1-58a2ce05e3317__700 

creative-shirt-collars-96 

creative-shirt-collars-2-58a2ce0abc425__700 

creative-shirt-collars-6-58a2d095f1ca4__700 

creative-shirt-collars-10-58a2d852f2ab4__700 

creative-shirt-collars-102-58a4270e0f3b3__700 

creative-shirt-collars-76-58a30438793a5__700 

creative-shirt-collars-77-58a30454d4750__700 

creative-shirt-collars-106-58a42845d30b9__700 

creative-shirt-collars-155-58a4104d32c51__700 

Todas as imagens © Reprodução Bored Panda

Nos últimos dias, as notícias que chegam até nós sobre o Espírito Santo estão mais relacionadas à onda de violência que acomete o e...

Ela montou uma biblioteca pública nesta praia do Espírito Santo

💜
2017


Nos últimos dias, as notícias que chegam até nós sobre o Espírito Santo estão mais relacionadas à onda de violência que acomete o estado. Porém, em todo caos há uma esperança. Por lá, ela tem nome e sobrenome: Suzana Lordelo Braga, uma tradutora de 24 anos que criou uma biblioteca pública na praia.

A história de Suzana foi contada pelo site Conexão Planeta. A jovem passou a infância e a adolescência frequentando uma biblioteca pública em Vitória. Mas, quando se mudou para Vila Velha, descobriu que já não poderia contar com um espaço de leitura como o que conhecia na capital do estado.

livro2 

No entanto, a falta de bibliotecas não desanimou a tradutora, que decidiu montar sozinha uma biblioteca pública na beira da praia, local escolhido por ser bastante democrático e atrair pessoas de diversas classes sociais. Quando alguns amigos alugaram uma tenda na Praia da Costa, em janeiro, ela perguntou se poderia usar o espaço para fazer a biblioteca e todos concordaram prontamente.

livro3
Fotos: Victor Jubini/Arquivo Pessoal

No começo, Suzana levava os poucos livros dentro de uma mochila e em um carrinho de supermercado. Com o passar dos dias, foram tantas novas doações recebidas que ela precisava da ajuda do pai para transportar os livros de carro até a praia. Apesar de ser o maior sucesso, o projeto terminou há pouco mais de duas semanas, mas Suzana permanece sonhando em montar uma biblioteca fixa em Vila Velha para que mais pessoas tenham acesso aos livros.

A pequena Chloe Bridgewater , de apenas 7 anos, resolveu enviar uma carta para o Google com um pedido inusitado. Chloe, que adora ro...

Menina de 7 anos se candidata a uma vaga no Google e consegue resposta do CEO

💜
2017



A pequena Chloe Bridgewater, de apenas 7 anos, resolveu enviar uma carta para o Google com um pedido inusitado. Chloe, que adora robôs e computadores, escreveu pedindo um emprego para a gigante de buscas na internet.

girl-job-application-google-chloe-bridgewater-4 

Na carta escrita à mão, a jovem, que mora em Hereford, na Inglaterra, começa o texto se direcionando ao “Google Boss”:Querido chefe do Google, meu nome é Chloe e, quando eu crescer, eu gostaria de um emprego no Google, diz.

Ao longo do texto, a menina conta que é uma boa aluna e que, além de trabalhar no Google, também sonha em trabalhar numa fábrica de chocolates e em ser nadadora olímpica.

girl-job-application-google-chloe-bridgewater-1 

E para a surpresa da família, Chloe obteve uma resposta. E não foi qualquer resposta. Foi uma carta escrita por Sundar Pichai, CEO do Google. Segundo o pai da jovem, que a incentivou a escrever para a multinacional, eles não esperavam que fossem obter um retorno, mas ficaram muito felizes com a carta.

girl-job-application-google-chloe-bridgewater-2 

“Querida Chloe, muito obrigado por sua carta. Estou feliz que você gosta de computadores e robôs, e espero que você continue a aprender sobre tecnologia. Acho que se você continuar trabalhando duro e seguindo seus sonhos, você vai alcançar tudo o que está na sua mente – de trabalhar no Google a nadar nas Olimpíadas. Estou esperando você se candidatar a uma vaga quando terminar a escola. Tudo de melhor para você e sua família”, disse Sundar.

Todas as imagens © Andy Bridgewater

A vida de Todd Krieg mudou bastante após ele sofrer um acidente de motocross. Paralisado da cintura para baixo, ouviu dos médicos q...

Essa mulher e seu noivo cadeirante encontraram uma forma linda de anunciar uma gravidez inesperada

💜
2017



A vida de Todd Krieg mudou bastante após ele sofrer um acidente de motocross. Paralisado da cintura para baixo, ouviu dos médicos que talvez nunca pudesse ter filhos. Mas, felizmente, ele mostrou que os prognósticos estavam errados. Todd e sua noiva Amanda Diesen estão esperando um bebê! ♥

baby6 

Os dois se conheceram enquanto ele esteve em um centro de recuperação na Califórnia, no ano passado, onde Amanda trabalhava. Apaixonados, noivaram há três semanas e estão esperando um menino, que deverá nascer em agosto. Para anunciar a novidade, Todd fez questão de postar uma foto no Instagram que responde às perguntas de muita gente sobre a vida sexual de cadeirantes.

A imagem do casal foi clicada pela fotógrafa Kayla Duffin em frente a uma parede onde se lê: “Ainda funciona“. Além da foto engraçadinha, muitas outras imagens cheias de ternura foram capturadas pela fotógrafa, que mostram toda a alegria do casal com a notícia!

baby2 

Todd e Amanda planejam se casar. Para isso, eles estão concorrendo a um casamento dos sonhos através do concurso Brides Livre Wedding 2017 – e você pode votar no casal clicando neste link.

baby3 

baby9 

baby8 

baby7 

baby4
Todas as fotos © Kayla Duffin