Uma das grandes obras literárias do século XX – rodeado por uma das mais belas e contundentes histórias de criação e superação por ...

💜
2017

Fotógrafo maranhense revive o Poema Sujo, de Ferreira Gullar, 40 anos depois

/
1 Comments


Uma das grandes obras literárias do século XX – rodeado por uma das mais belas e contundentes histórias de criação e superação por um poeta – o Poema Sujo, de Ferreira Gullar, comemora nesse anos de 2016 os 40 anos de sua criação. Lamentavelmente, ainda que em uma comovente coincidência, esses 40 anos são celebrados no mesmo ano do falecimento do poeta maranhense.
O fotógrafo Márcio Vasconcellos, também do Maranhão, decidiu por homenagear o Poema Sujo e seu autor, revivendo a obra por um olhar inédito: o da fotografia.

vps5 

O trabalho Visões de um Poema Sujo traz, em livro, a premiada exposição de 2014, na qual o fotografo se debruçou por anos a fio nas sensações, cenários, locais e pessoas descritas no poema. O livro trará 95 imagens coloridas, a ser lançado no dia 24 de janeiro, com uma exposição no museu AfroBrasil, em São Paulo.

vps6 

Escrito durante o exílio de Gullar na Argentina – quando o poeta teve de sair do Brasil, com seu passaporte cancelado, por conta de seu aguerrido combate à ditadura militar -, Poema Sujo é o resultado de seis meses em que o autor escreveu compulsiva e convulsivamente, diante da certeza que tinha de que sua própria morte era iminente.

vps7 

Nele, Gullar atravessa seu passado, presente e futuro, assim como os meandros emocionais, políticos, sociais e estéticos que atravessavam e ainda atravessa a America Latina e o Brasil – com a maestria ferina e o talento comovente para as palavras e imagens que só os maiores possuem.


Gullar faleceu na manhã de domingo, dia 05 de dezembro de 2016, aos 86 anos – deixando para trás uma das mais impactantes e belas obras da poesia mundial.

vps8 

vps4 

vps3 

vps1
Todas as fotos © Márcio Vasconcellos


Um comentário: