São tantas as possibilidades da vida que é raro pararmos para refletir a respeito do que nos faz felizes. Muitas vezes corremos at...

💜
2017

O casal que deixou a vida estável para viver em um barco e navegar pelo mundo

/
0 Comments
 
 

São tantas as possibilidades da vida que é raro pararmos para refletir a respeito do que nos faz felizes. Muitas vezes corremos atrás de um trabalho estável e uma vida convencional, para logo então perceber que isso não era exatamente o que queríamos. Foi depois de comprar um barco que Charlie Smith e seu noivo, que atende pelo apelido de Capitain, descobriram que o mar era sua verdadeira paixão.

Mesmo tendo uma experiência bastante limitada com barcos e sem nunca ter vivido em alto mar antes, o casal decidiu navegar pelo mundo. A aventura começou em maio deste ano e já passou pelo oeste do mediterrâneo, tendo visitado países como França, Espanha e Itália.

Atualmente, a rotina do casal inclui atividades como banho de sol, leitura de livros, escutar música e explorar novas cidades. Antes da viagem, Capitain trabalhava como arquiteto e Charlie era uma apresentadora de televisão e modelo, mas o chamado do mar fez com que eles deixassem suas carreiras em busca de uma vida mais livre .

capitain13

Os dois pensavam em viajar, mas sabiam que não se adaptariam bem carregando mochilas e dormindo em albergues ao redor do mundo. “A ideia de velejar foi uma maneira de viajar carregando nosso ‘ninho’ conosco“, conta Charlie. Por terem um barco pequeno, as taxas das marinas em que ancoram costumam ser baixas, o que permite que eles viajem mesmo com um orçamento mais curto, proveniente da venda das coisas que possuíam antes.

Até mesmo o barco em que vivem foi comprado com o dinheiro da venda de sua casa e ambos fizeram diversos cursos para se preparar para a vida no mar. “Tantas pessoas esperam até a aposentadoria para viajar. A maneira como nós vemos isso é que há poucas recompensas sem um pouco de risco“, conta Charlie. Durante a viagem, eles atualizam o blog Captain&Charlie sempre que conseguem um bom sinal de wifi nas marinas onde ficam, o que, confessam, pode ser mais complicado do que parece.














capitain15

Todas as fotos © Captain e Charlie


Nenhum comentário: