Dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, mas parece que este ditado popular precisa ser reconsiderado. Uma nova pesquisa...

💜
2017

Brasileira descobre local em que mais caem raios do mundo

/
0 Comments
ponto com mais raios 

Dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, mas parece que este ditado popular precisa ser reconsiderado. Uma nova pesquisa, apresentada no último encontro da União Geofísica Americana, sugere que um ponto em um lago da Venezuela recebe um raio em 297 dias por ano – o que dá quase 10 meses.


O Lago de Maracaibo é conhecido por seus altos níveis de atividade elétrica, e no início deste ano entrou para o Livro Guinness de Recordes Mundiais como o lugar preferido dos raios da Terra. No entanto, os novos dados, apresentados por Rachel Ifanger Albrecht, pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), apontam o local exato no lago que atrai o maior número de relâmpagos, como relata o portal Live Science.

Usando dados de satélite registrados pelo Light Imaging Sensor (LIS) a bordo do satélite da Missão de Medição de Chuvas Tropicais da NASA (TRMM, do inglês Tropical Rainfall Measuring Mission), Albrecht foi capaz de determinar a localização de descargas atmosféricas com maior precisão do que nunca. Orbitando a Terra a uma altura de 402 quilômetros, o LIS é capaz de gravar imagens de alta resolução que são precisos dentro de 0,1 grau de latitude.

Analisando dados registrados pelo LIS entre 1998 e 2013, Albrecht e sua equipe conseguiram determinar que o ponto em que o Lago de Maracaibo se encontra com o rio Catatumbo é o local mais propenso a relâmpagos no planeta.

Tempo fechado

As razões para este clima tempestuoso podem ser atribuídas em grande parte à composição topográfica da área ao redor. Situado na Cordilheira dos Andes, ainda que próximo ao Mar do Caribe, o lago recebe tanto as quentes brisas do oceano quanto o ar frio da montanha, que colidem, produzindo tempestades.

Como resultado, o lago tende a experimentar uma quantidade impressionante de relâmpagos, com até 28 raios atingindo a água a cada minuto quando as tempestades estão em fluxo total. Características geográficas similares existentes em outros lugares receberam o crédito pela criação de muitos dos outros pontos de raios do mundo. Entre eles está a aldeia da montanha de Kifuka, na República Democrática do Congo, que recebe 232 relâmpagos por quilômetro a cada ano. Isso coloca a vila em segundo lugar, atrás do Lago de Maracaibo, que é atingido por 250 raios por quilômetro por ano. [via, via]



Nenhum comentário: