Vens do alto do céu ou das profundezas do inferno!? Metade anjo, metade demônio, Manso como um pássaro e selvagem como uma onça, Ás vezes...

💜
2017

OS OPOSTOS

/
0 Comments
Vens do alto do céu ou das profundezas do inferno!? Metade anjo, metade demônio, Manso como um pássaro e selvagem como uma onça, Ás vezes me assusta, e outras acalma, Quando estou contigo meu mundo fica de pernas pro ar Sinto uma euforia, e também melancolia, Posso andar pela luz e também pelas trevas, És minha força, e minha fraqueza, Sinto-me livre, mas estou acorrentada a ti, Sinto-me acordada, mas sei que estou em transe, Amor e ódio consomem o meu peito, Estou sã, mas também à beira da loucura Imagens passam em minha mente, mas ela está completamente vazia, Em teus olhos vejo um abismo que me convida a pular dele Minha mente resiste, mas meu coração não Minha alma chora gritando teu nome Meu coração deseja ser teu, Enquanto meu corpo queima nas chamas da paixão Amar-te é minha sina E esse amor é minha D’ádiva... E minha Maldição...


Nenhum comentário: