O que a jovem americana Priscilla Samey viveu recentemente poderia se tornar um trauma de sua juventude: para seu baile de formatur...

💜
2017

Ninguém a convidou pra formatura, então ela decidiu levar sua carta de aceitação em Harvard como parceiro

/
0 Comments


O que a jovem americana Priscilla Samey viveu recentemente poderia se tornar um trauma de sua juventude: para seu baile de formatura, uma instituição social importantíssima na cultura americana, Priscilla não foi convidada por nenhum rapaz.

Os esforços acadêmicos de Priscilla, porém, foram recentemente recompensados por uma grande notícia: ela foi aceita em Harvard, uma das mais prestigiadas universidades do mundo. Ela então decidiu priorizar o que realmente importa, e não se abalar: conforme mostrou em seu Twitter, já que não conseguiu encontrar um homem que a aceitasse, ela levou para o baile a universidade que a aceitou.

HarvardPri_destaque 

A internet, é claro, entrou em polvorosa, e parabenizou Priscilla por seus dois feitos: entrar em Harvard e saber muito bem o que é uma vitória de fato, e o que é uma derrota insignificante.
Priscilla é a primeira geração americana de sua família filha de pais médicos imigrantes do Togo e, como se não bastasse ser aprovada em Harvard, ela foi também aceita em sete das oito mais importantes universidades dos EUA. Ela é a primeira pessoa de sua escola, em Brooklyn Park, no estado de Minnesota, a entrar em Harvard.

PHarvard4 

Ainda que o baile de formatura seja responsável por uma espécie de cerimônia de iniciação para o mundo adulto (e também uma experiência de extrema pressão social, como bem sabe qualquer um que já assistiu filmes americanos), o próprio bom humor de Priscilla em tratar da situação mostra a gênia que evidentemente ela é.

PHarvard2 

Diante de uma jovem linda e brilhante como ela, a ausência de pretendentes diz muito mais sobre seus colegas de escola do que sobre ela, que evidentemente possui todo um grande futuro pela frente.

PHarvard5
© fotos: reprodução


Nenhum comentário: