A ideia de oferecer jantares no escuro começou com o pastou cego Jorge Spielmann que vendava os olhos de seus convidados à mesa pa...

💜
2017

Restaurante oferece jantar no escuro servido por funcionários cegos

/
0 Comments



A ideia de oferecer jantares no escuro começou com o pastou cego Jorge Spielmann que vendava os olhos de seus convidados à mesa para que eles compartilhassem sua experiência na hora da comida. Foi ele quem abriu, em 1999, o primeiro restaurante no escuro, o Blindekuh, buscando conscientizar a população em geral sofre os desafios enfrentados pelos cegos todos os dias.

Hoje, o conceito se espalhou por diversas cidades do mundo. O maior restaurante do gênero, no entanto, está localizado em Toronto, no Canadá. Trata-se do O Noir, um restaurante em que as refeições são feitas completamente no escuro (nem mesmo a luz de um relógio digital é permitida) e os pratos são servidos por garçons deficientes visuais, oferecendo oportunidades de emprego a uma parcela da população que geralmente encontra mais dificuldade em encontrar colocação profissional.

noir

Na chegada, os clientes são recebidos em um lounge iluminado, onde podem escolher seu pedido entre os itens do cardápio. As opções são um menu de três ou dois pratos. É possível solicitar pratos ou bebidas surpresa ou mesmo escolher cada item do cardápio da maneira que mais gostar.

noir3

Após o pedido, os visitantes são apresentados a um dos garçons com deficiência visual, que os guiam pelo restante da experiência. É este que irá levar as pessoas até a sala de jantar, que fica na completa escuridão. Com o tempo, todos podem se acostumar à falta de luz e entender melhor como é a experiência de uma pessoa que não enxerga à mesa.

Segundo o site do restaurante, o conceito busca conscientizar as pessoas sobre as dificuldades enfrentadas por quem possui algum tipo de deficiência visual. Além disso, a ideia pretende também estimular os outros sentidos que não a visão.


Nenhum comentário: