Em inúmeras situações, a arte surge como um grande agente transformador, catalisando energias em prol de boas causas. É o que acont...

💜
2017

Como uma das cidades mais perigosas dos EUA está ganhando novos rumos através da arte

/
0 Comments

Em inúmeras situações, a arte surge como um grande agente transformador, catalisando energias em prol de boas causas. É o que acontece atualmente em Detroit, no Estados Unidos, que sofreu com o processo pós-industrial e os êxodos, deixando a população fragilizada socialmente. Com um projeto de reuso do lixo, a cidade tem tomado novos rumos e formas, dando início a um ciclo de vida diferente, artístico e muito mais agradável.

Durante 10 anos, entre 2000 e 2010, a capital de Michigan passou por grandes mudanças, como a ida de cerca de 25% da população para outras cidades. Assim houve o declínio econômico e consequentemente o abandono de casas, fábricas e empresas, que ficaram fadadas a deterioração. Com a economia ruim, a violência e o crime acabaram aumentando, piorando ainda mais o problema.

Mas eis que surge alguém disposto a reverter este cenário. O artista Tyree Garton deu início, em 1986, ao The Heidelberg Project, que ocupava parte de sua vizinhança com objetos e outros itens resgatados do lixo, promovendo o reuso de materiais e a transformação de espaços públicos. A ideia se expandiu então para toda a cidade com a criação de fachadas artísticas nos edifícios, limpeza de terrenos baldios, que se tornaram jardins de arte abertos a população, ampliando as cores e espaços lúdicos.

Heidelberg-Project18

Como toda boa mudança, houve um impacto positivo na mente das pessoas, que passaram a se envolver na recuperação local e trazer novos ares para Detroit. Um dos grandes resultados positivos é que a principal rua e antigo ponto de tráfico de drogas, a Heidelberg, virou um lugar onde crianças brincam à vontade e pessoas circulam tranquilamente, sem nenhum registro de crime grave. A comunidade carente foi reintegrada às ações artísticas e passou a ter um sentimento de pertença e a lutar pela transformação do local.

O movimento hoje é bem organizado, tem colaboradores fixos, escritório, galeria e artistas residentes. É possível fazer visitas guiadas, participar de palestras, workshops e vários eventos promovidos por eles, mostrando que a arte enfim, venceu, resultando em cores mais bonitas e alegres em cima das marcas pesadas do passado.

Heidelberg Project14 

Heidelberg Project15 

Heidelberg Project13 

Heidelberg Project12 

Heidelberg Project10 

Heidelberg Project11 

Heidelberg Project8 

Heidelberg Project9 

Heidelberg Project7 

Heidelberg Project6 

Heidelberg Project5 

Heidelberg Project4 

Heidelberg Project3 

Heidelberg Project2 

Heidelberg Project 

Fotos © Wigwam
Heidelberg-Project17 

Foto: Divulgação


Nenhum comentário: