Não é novidade que São Paulo é uma das cidades mais caras do Brasil. A boa notícia é que ela é igualmente democrática, abrangendo...

💜
2017

5 rolês em São Paulo que custam menos de R$ 50 reais

/
0 Comments
 Tabuleiro do Acaraje


Não é novidade que São Paulo é uma das cidades mais caras do Brasil. A boa notícia é que ela é igualmente democrática, abrangendo todos os tipos de preços para todos os tipos de público. Em tempos de crise ou não, você adora poupar um dinheiro e a gente sabe disso, então a Seleção de hoje é para quem quer sair de casa gastando menos de R$ 50 no rolê. 

Com uma infinidade de atrações culturais, a capital paulista tem, ao todo, 111 parques e áreas verdes, 101 museus, mais de 50 galerias de arte, 39 centros culturais, 146 bibliotecas, mais 100 peças teatrais por semana, 302 blocos de carnaval de rua, 282 salas de cinema e 184 casas noturnas.

Além disso, é a 4ª cidade com a melhor vida noturna do mundo, o 4º melhor destino para gays do mundo e ainda alguns dos melhores restaurantes também. Depois de tantos números, fica fácil sentir vergonha de não conhecer nem metade do que a metrópole tem a oferecer. E pode apostar, tem muita coisa gratuita e a preço popular rolando por aí. Confira algumas delas abaixo:
1. Paulista/Jardins/Bela Vista

A Av. Paulista e seus arredores têm muitas atrações gratuitas. A Casa das Rosas, o Itaú Cultural, o Centro Cultural São Paulo, a Galeria do Sesi e até o Masp, que tem entrada gratuita às terças-feiras, são algumas das opções culturais, todas sediadas em espaços incríveis. Na hora que a fome aperta, o Mirante 9 de Julho tem boas opções a preços honestos, assim como o Cozinha SP, que tem pratos orgânicos a R$ 15 elaborados por jovens da periferia.
CozinhaSP
Para provar mordidas rápidas, vá até a Casa Garcia, uma mercearia fundada por espanhóis, que preparam sanduíches com ingredientes artesanais, com valores variados entre R$ 8 e R$ 30. Os indianos Gopala Hari e Gopala Madhava, numa travessa da rua Augusta, também têm menus com opções deliciosas e preços mais ainda, assim como o vegano Vegacy. Se quiser encarar um fast food de comida japonesa que não se resume a peixe cru, vá de Sukiya, uma das opções mais baratas da cidade. E ah! Fique de olho na agenda da Matilha Cultural, onde dá para levar até seu cachorrinho pra ver um filme junto, e nos eventos do Minhocão.
Casa Garcia 

Gopala 

matilha cult
2. Centro/Santa Cecília/Barra Funda
O centro da cidade se destaca por ser bem democrático. Depois de passear pela Caixa Cultural, que sempre tem ótimas exposições gratuitas em cartaz, pode emendar um pulo na Casa da Imagem, na Casa Juisi, no Museu da Tatuagem, na Galeria do Rock e no lúdico Centro de Memória do Circo. A Galeria Olido ainda traz sessões de cinema e apresentações de dança, música e teatro a preços populares e a Biblioteca Mario de Andrade é um ótimo espaço para ler e trabalhar remoto. Já o Redbull Station, sediada num belo prédio de 1926, é focada em  projetos experimentais de artes e música. Para o lado da Barra Funda tem o belo Parque da Água Branca.
Centro de Memoria do Circo 

Casa Juisi 

Venue at Red Bull Station in Sao Paulo, Brazil on November 31st, 2013
Na gastronomia, muitas nações se encontram numa só região da cidade. O Tradiciones Peruanas e a Cannoleria Casa di Dante mostram que dá para comer algo diferente gastando pouco. Se quiser adoçar o paladar, a tradicional Casa Mathilde tem doces portugueses de ótima qualidade e preço justo. Na República, vá ao Biyou’Z para provar receitas típicas da África, ao Tabuleiro do Acarajé para gordices baianas e ao Café 10 para não se assustar com o preço do espresso. A cervejinha fica por conta do pub honesto Deep Bar 611 na rua Barra Funda.
Tradiciones Peruanas 

casa di dante 

Tabuleiro do Acaraje
3. Pinheiros/Vila Madalena/Perdizes
A feira de artes e antiguidades da praça Benedito Calixto é passeio gratuito obrigatório na cidade. Aos sábados, evite os restaurantes caros dos arredores e não deixe de provar a culinária do Norte do país no food truck Embaixada Paraense II. Ali perto ainda tem o clássico Bar do Biu, que serve uma feijoada famosa de segunda a segunda, além de Baião de Dois e Escondidinho.
Bar do Biu
A Galeria Choque Cultural e a A7MA exibem ótimas exposições gratuitas de artistas contemporâneos, muitos deles envolvidos no grafitti. Logo ao lado da Choque está o Armazém da Cidade, onde rola apresentações musicais na faixa, além de reunir food bikes, food trucks e marcas independentes. O Balila Libanês Pop é uma boa pedida para quem curte culinária árabe, assim como a doceria Damascus, fundada por uma família síria que fugiu recentemente da guerra.

galeria18 

Damascus (9)
Não dá para esquecer do mundialmente famoso Beco do Batman, trecho onde a arte urbana pode ser conferida em suas mais diversas formas, e a Praça Pôr do Sol. Para um happy hour maneiro, recorra ao Pitico e ao Noname Boteco, que têm porções ótimas para acompanhar a cerveja gelada.
 

Pitico2 

Noname 

NonameBoteco
4. Ipiranga/Mooca/Parque Dom Pedro
O bairro do Ipiranga poderia ser, facilmente, um dos mais boêmios da cidade. Há inúmeros bares espalhados pelas ruas de casinhas antigas, como o Coronel Santinho, que sempre exibe jogos do Palmeiras. É comum passar pela esquina da rua Gama Lobo e ver sofás na calçada do Casa Bar, um espaço bem legal com apresentação de bandas e preços honestos.
Casa Bar
As cervejas artesanais se reúnem em peso no Brejá, que tem preços bem variados de acordo com os rótulos, mas os preços do que é exibido no cardápio não assusta para um bar do tipo. Quando a fome aperta, os famintos de grana curta correm para a tradicional Hamburgueria do Seu Osvaldo, havendo ainda como opção barata A Hamburgueria e o Busger, que fica encostado num estacionamento.
Brejá 

Busger
Ainda na região você pode andar de skate na ladeira do Parque da Independência, usar a pista de cooper atrás do Museu do Ipiranga e conhecer o Museu de Zoologia. Para os lados da Mooca, passe no Museu da Imigração, que pode ser acessado por uma locomotiva de 1922. O Estádio do Juventus atrai amantes do futebol e de um bom cannoli, enquanto no Mirante Morro São João a galera repõe as energias no Açaí Mooca. No Parque Dom Pedro II, o Museu Catavento costuma agradar crianças e adultos.


Acai Mooca

5. Expanda seus horizontes

Indo além das regiões acima, o bairro Liberdade também tem muitas atrações. A feirinha de fim de semana, o Museu da Imigração Japonesa, os templos budistas Kwan-Inn Busshunji, e centro de meditação Fo Guang Shan são ótimos passeios a baixo custo. Quem gosta de lamén não pode perder o do Aska, que custa em média R$ 14 e vem bem servido.
Fo Guang Shan

Na Vila Mariana, visite a Casa Modernista, a primeira construção nestes moldes no Brasil, o Sesc Vila Mariana e a galeria Coletivo 132 sempre faz uns eventos e exposições bacanas. Se optar por curtir um filminho pagando pouco, vá até a Cinemateca Brasileira.
Coletivo123
Quem é fã de coxinhas não pode perder a Santa Coxinha, casa na Zona Leste que serve a “iguaria” paulistana com mais de 60 opções de recheio, além de 40 tipos de lanches. Na Zona Norte, a The Captain Hamburgueria conquista os amantes de junkie food com as batatas fritas sequinhas, os lanches bem servidos e os preços muy amigos, é claro. Aproveite o rolê para conhecer o Museu Aberto de Arte Urbana e o Parque da Juventude.

Santa Coxinha 

the captain 

maau38

Todas as fotos: Divulgação


Nenhum comentário: