Naquele último dia de vida Ele estava lá... Deixando seu recado ao mundo Lembrou... De um amor escondido Desejado... A lágrima apontou ...

💜
2017

Um último momento de tormento

/
0 Comments
Naquele último dia de vida Ele estava lá... Deixando seu recado ao mundo Lembrou... De um amor escondido Desejado... A lágrima apontou em seu rosto E a sua carne em homenagem feriu Liberdade, Insanidade, Amor Ele é/era tudo para muitos Nada para um... De onde vinha tanta melancolia? Para onde foi todo o amor depositado? Todo o carinho? Amor de Mana Mãe Incondicional. Ele estava numa terra sem amor. Em um mundo sem compaixão. Aquele era o seu último instante... E dizer adeus antes de partir era a única coisa sincera a se fazer. Pensou em muitos momentos Por que realmente eu fico assim? Só, sozinho será esse meu fim? E diante de tantos questionamentos Onde eu iria descansar... E em seu último momento ele chorou Como uma criança abandonada. Então no último instante Antes do salto da liberdade Ele pensou se viver valia a pena... O mundo... A ilusão... Então ao laço do passarinheiro se entregou. Ele partiu para um lugar onde sorrisos e rosas Estão a imperar... Onde o topete não mais cairá Onde a liberdade toca como o vento. E o Amor de Mana Mãe Incondicional O pai... O amor feito sob medida Estão aqui empoeirados Garoto, volta! Aqui está triste. Volte para que ninguém salte a teu encontro. Garoto, nós te amamos Não chore nunca mais.


Nenhum comentário: